Unity libera para Linux versão experimental de sua engine

O lançamento de uma engine do game é muito diferente do que lançar o game. É uma tecnologia bastante complexa que levou um tempo considerável para torná-la disponível para o Linux. É uma versão experimental, mas mostra que eles não se esqueceram dos desenvolvedores de código aberto. Já é possível construir games na engine Unity para rodarem em sistemas Linux, mas as ferramentas necessárias para fazer isso funcionam apenas em Windows ou MacOS X.

A Unity Technologies ainda não está convencida sobre liberar as ferramentas para os desenvolvedores Linux, e a empresa até tem uma boa razão para isso. Ela não sabe se terá o apoio suficiente que precisa ser dado, e também não poderá simplesmente liberar as ferramentas e esquecê-las. Os desenvolvedores terão de continuar a dar o apoio necessário, bem como atualizá-las.

É apenas uma versão experimental

Se a comunidade Linux está realmente animada sobre querer as ferramentas da engine Unity, terá que falar. Por enquanto apenas a distribuição Ubuntu é suportada, mas é provável que outras distribuições consigam executá-la tranquilamente.

“A versão que disponibilizamos hoje é o que chamamos de uma versão experimental. O suporte futuro ainda não está garantido, mas os comentários da comunidade nos ajudarão a determinar se será possível dar o suporte necessário para Linux, assim como acontece com o Windows e Mac OS. A versão liberada do Unity é a 5.1.0f3 e vem com a capacidade de exportar para os seguintes runtimes: Linux, Mac, WebGL para Windows, WebPlayer, Android, Tizen e SamsungTV”, diz o anuncio oficial.

Os usuários precisarão ter a distribuição Linux Ubuntu de 64 bits (embora não seja obrigatório, mas recomendável) e os drivers proprietários para Nvidia, AMD e Intel. Ainda não sabemos se isso tudo irá se tornar uma realidade ou se será abondonada por falta de usuários ou interesse.

Tomara que dê certo né?

Fonte: Softpedia

Avatar

O Analista

https://www.oanalista.io

Adoro letras verdes sob um fundo preto...